Expointer 2011  | 31/08/2011 04h57min

Julgamentos em competições na Expointer dão ênfase ao padrão de pureza da raça dos animais

Jurados buscam um parâmetro para os criatórios

Há 30 anos como jurado de competições de gado, o uruguaio Enrique Bonino avalia que o talento para julgar foi adquirido com o tempo.

— Não se estuda para isso. Só se aprende observando os animais, se eu te der um livro, você não consegue aprender — comenta.

É a tese dos três jurados que avaliavam a morfologia dos cavalos crioulos ontem. Mas José Francisco de Moura, com 15 anos de experiência, explica como funciona. O julgamento dos animais é em busca do padrão de pureza da raça e um parâmetro para criatórios.

— É a aproximação desse padrão que buscamos no julgamento de morfologia — conta Moura

Atentos a cada detalhe, os jurados da competição de ovinos da raça texel, o veterinário Roberto Moreira de Azambuja e o zootecnista Márcio Armando Gomes de Oliveira, técnicos da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos, acumulam mais de 20 anos de experiência. E reforçam que o julgamento é comparativo. Confira ao lado exemplos dos diferentes critérios e importantes características que chamam a atenção dos jurados.

>>>Leia a reportagem completa na Zero Hora desta quarta-feira

ZERO HORA
Emílio Pedroso / Agencia RBS

Julgamento dos animais é em busca do padrão de pureza da raça
Foto:  Emílio Pedroso  /  Agencia RBS


Comente esta matéria

© 2000-2011 ruralBR.com.br

Todos os direitos reservados

Grupo RBS