Embrapa Soja desenvolve variedade resistente à seca

Pesquisadores esperam obter cultivar entre 30% e 40% mais tolerante

A nova geração de pesquisas com transgênicos se volta para variedades resistentes a condições climáticas adversas. A Embrapa Soja desenvolve há cinco anos uma variedade mais resistente à seca, que pode ocasionar perda de até 70% de uma safra. A unidade trabalha para desenvolver uma variedade entre 30 e 40% mais tolerante à estiagem do que as que existem hoje no mercado.

O gene de outra planta que não sofre tanto com a falta de água foi inserido no embrião de sementes de soja. Nessa fase os pesquisadores começam a monitorar o sucesso do procedimento ? a confirmação dos genes. Em seguida, os experimentos de sucesso seguem para a Casa de Vegetação, onde se transformam em plantas adultas. 

? Quando a planta precisa de água ela ativa esse gene, e ele, por sua vez, ativa os genes pertencentes à planta de soja, que vão dar proteção maior contra a perda de água ? explica o pesquisador Ricardo Vilela Abdelnoor.

A transformação genética, assim como as condições de clima e solo, influencia na sobrevivência e produtividade do grão. De acordo com Abdelnoor, as sementes devem ser aptas a todas as regiões produtoras do país.

A Embrapa vai começar os testes de campo com a cultivar de soja mais resistente à seca no ano que vem. Depois serão mais cinco anos, em média, para que a pesquisa dê retorno e possa ser avaliada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). Só depois de aprovada pelo órgão é que a variedade poderá ser oferecida aos produtores.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia