INVENÇÃO

Engenheiros gaúchos criam Plantário e faturam R$ 2,5 milhões

Criação foi de três engenheiros mecânicos; faturamento já beira R$ 2,5 milhões

Em busca de uma alimentação mais saudável, empreendedores gaúchos desenvolveram um eletrodoméstico destinado a cultivar plantas e alimentos em casa. A invenção, que recebeu o nome de Plantário, parece uma espécie de frigobar. 

A criação foi dos engenheiros mecânicos Thomas Kollmann, Bernardo Mattioda e George Haeffner. O faturamento já beira R$ 2,5 milhões. 

“Queríamos fazer algo totalmente novo e ressaltar a importância da tecnologia brasileira em um produto único no mundo”, comenta Haeffner.

Para garantir a produção, o Plantário mantém o tratamento de irrigação, ventilação, iluminação e nutrição do sistema sempre em perfeitas condições. Com o processo todo automatizado, as sementes chegam a se desenvolver até duas vezes mais rápido do que em um ambiente convencional, além de promover o consumo consciente, porque controla de maneira adequada os insumos que as plantas necessitam, sem desperdícios de água, energia e nutrientes. 

Ao adquirir o produto, o cliente também recebe um pacote de Substrato Orgânico, uma seleção de sementes ou mudas, para já dar início a sua horta em casa e a terra, ainda, é desenvolvida pelos sócios e pode ser comprada avulsa para reposição.

O eletrodoméstico conta com dois tamanhos diferentes, que se adéquam a todos os tipos de residência, e está disponível em diferentes cores. 

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia