Menú

MERCADO

Oferta reduzida eleva preços da alface no Sudeste

Americana é a mais afetada, apresentando dificuldade na formação do pé e descartes nas lavouras

Os preços das alfaces americana e crespa subiram na última semana em Mogi das Cruzes (SP) e Teresópolis (RJ), reflexo das amplas oscilações de temperatura, que vêm prejudicando a qualidade das folhosas na região Sudeste. Segundo pesquisadores do Hortifruti/Cepea, a americana é a mais afetada, apresentando dificuldade na formação do pé e descartes nas lavouras. 

Entre 10 e 13 de abril, as cotações dessa variedade subiram 20% na praça fluminense, a R$ 11,38 por caixa com 12 unidades. Quanto à alface crespa, os valores se elevaram 6% na mesma região, a R$ 7,60 por caixa com 18 unidades. Em Mogi das Cruzes, as cotações da crespa aumentaram 5%, fechando a R$ 13,14 por caixa com 20 unidades. Ambas as regiões vêm fornecendo alface crespa para Mário Campos (MG). Assim, se o volume da variedade continuar diminuindo nas próximas semanas em SP e no RJ, a oferta pode não ser suficiente para abastecer as demandas local e externa, o que pode impulsionar ainda mais os preços.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia