Vacas dão mais leite quando ganham nome, afirma pesquisa britânica

Para pesquisadores, chave do fenômeno é atenção dada a cada animal

Uma vaca com nome produz mais leite do que uma sem. A afirmação é de cientistas da Newcastle University, do Reino Unido. Os doutores Douglas e Catherine Peter Rowlinson estudaram o comportamento de vacas leiteiras de 516 fazendas, e chegaram à conclusão de que quando elas ganham nome e são tratadas com carinho, a produção anual de leite pode aumentar em mais de 200 litros por animal.

O estudo, publicado nesta quarta, dia 28, na revista acadêmica Anthrozoos, constatou que nas fazendas em que cada vaca foi chamada por seu nome, a produção de leite foi superior às propriedades em que os bovinos foram tratados apenas como animais.

? Assim como as pessoas respondem melhor ao toque pessoal, vacas também se sentem mais felizes e mais relaxadas se tiverem um pouco mais de atenção direta ? explica o Dr. Douglas, que trabalha na Escola de Agricultura, Alimentação e Desenvolvimento Rural da Newcastle University.

? Ao colocar mais importância no indivíduo, dando nome a cada vaca e interagindo com o animal, podemos não só melhorar o seu bem-estar e sua percepção dos seres humanos, mas também aumentar a produção de leite ? ressalta o pesquisador.

O fazendeiro Dennis Gibb, que cuida da propriedade Eachwick Red House Farm Newcastle junto com seu irmão Richard, acredita que tratar cada vaca como um indivíduo é "extremamente importante".

? Eles não são apenas animais. Eles são parte da família. Nós amamos nossas vacas aqui em Eachwick e cada uma delas tem um nome. Coletivamente nos referimos a elas como "nossas senhoras", mas sabemos que cada uma delas tem sua própria personalidade ? diz Dennis.

O que o estudo encontrou

O estudo da Newcastle University analisou como as atitudes dos agricultores com as vacas influenciou a produção de leite. O Dr. Douglas e a Dr. Rowlinson questionaram 516 produtores de leite britâncios sobre a possível influência da forma de tratamento dos animais pelos humanos na produtividade, no comportamento e no bem-estar do gado leiteiro.

Quase metade ? 46% ? disse que as vacas em sua fazenda eram chamadas pelo nome. Aqueles que deram nome aos animais tinham uma maior produção anual de leite superior em 258 litros, em média, por animal, do que aqueles que não o fizeram.

Outros 66% dos agricultores disseram que "sabiam quem era quem no rebanho" e 48% concordaram que um contato humano positivo torna o temperamento das vacas e sua aceitação da ordenha melhores.

Quase 10% disseram que o medo do homem que os animais desenvolvem se não são bem tratados resulta em uma ordenha menor.

? Nossos dados sugerem que os agricultores do Reino Unido consideram as suas vacas leiteiras como seres inteligentes, capazes de experimentar uma variedade de emoções. Fazer um maior esforço para conhecer cada animal e chamá-los pelo nome pode ? sem qualquer custo adicional para o agricultor ? também aumentar significativamente a produção de leite ? acrescenta o Dr. Douglas.

s.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia