2015/2016

Fundecitrus estima safra de 278,993 milhões de caixas de laranja no cinturão citrícola

Levantamento passa a ser considerado oficial para a safra de laranja no principal polo produtor de suco do país; indústria projeta queda

A primeira Pesquisa de Estimativa de Safra (PES), do Fundecitrus, de laranja 2015/2016 no parque comercial citrícola de São Paulo e Minas Gerais apontou uma produção de 278,993 milhões de caixas. A região que conta com 481 municípios é a maior produtora mundial da cultura. 

O levantamento indicou que o parque citrícola é formado por 197,859 milhões de árvores. Do total, 174,125 milhões de árvores são produtivas e 23,733 milhões improdutivas. Com uma densidade de 448 plantas por hectare, a produtividade média estimada é de 1,6 caixas de 40,8 quilos por pé.

• Venda de suco de laranja aos EUA deve recuar 

Após a avaliação de fotos de satélites, 40 agentes realizaram o levantamento em 481 municípios de São Paulo e Minas Gerais. Todos os talhões de laranja foram identificados com a apuração das variedades e das idades das árvores, bem como se o pomar tem ou não irrigação. Após a identificação dos pomares, foi feita a retirada total das frutas (derriça) de 2.500 árvores de laranja, com a pesagem e a contagem dos frutos.

Os dados foram divulgados na manhã desta terça, dia 19, em Araraquara (SP), na sede do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), entidade que viabilizou o levantamento, juntamente com o Markestrat e o Departamento de Estatística da Faculdade de Agronomia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Jaboticabal.

A estimativa passa a ser considerada oficial para a safra de laranja na região, principal polo produtor de suco do país, e terá a chancela da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo e do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). 

Indústria de laranja estima redução de 27,7% na produção de suco

Após a estimativa da safra de laranja 2015/2016, a Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR) prevê que as companhias devam produzir apenas 810 mil toneladas de suco de laranja no período. O volume, se obtido, representaria uma queda 27,7% ante o total de 1,12 milhão de toneladas da bebida produzidas em 2014/2015.

Segundo o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto, das 278,9 milhões de caixas (de 40,8 quilos) de laranja disponíveis, cerca de 60 milhões serão de fruta in natura para o mercado interno e o restante processado.

• Carga tributária prejudica mercado de suco de laranja, afirma CitrusBR 

– Metade desse total, ou cerca de 30 milhões de caixas, a indústria não teria como absorver porque é de laranjas disponíveis apenas no começo de 2016, frutas que são antieconômicas por terem peso e rendimentos menores – disse o executivo.

Com a produção considerada pequena, a CitrusBR estima que o estoque de passagem para a safra seguinte, em 1º de julho de 2016, também seja baixo. Apesar de ainda não divulgar números, as indústrias esperam que esse estoque de passagem das companhias possa ficar entre 200 mil e 300 mil toneladas de suco de laranja.

O volume, se confirmado, é considerado muito baixo, já que seria capaz de abastecer no máximo dois meses de exportações, sem considerar os cerca de quatro meses entre a produção no Brasil e a distribuição no mercado interno. 

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia