Menú

ICP RURAL ABRIL

Produtor está recuperando a confiança na safra

Mas ICP Soja é o pior em três anos

Os produtores rurais começam a recuperar a confiança na safra. Segundo a pesquisa mais recente do AgroFEA Ribeirão Preto, o Índice de Confiança do Produtor Rural (ICP Rural) cresceu em abril de 2015 de modo considerável. Todos os indicadores analisados tiveram elevação, mas a confiança dos produtores de soja é a mais baixa em três anos.

A segunda rodada de 2015 do ICP Rural revela que os produtores estão se mostrando menos inseguros com a safra e o seu negócio. Apesar de ainda estar abaixo da linha do otimismo (100 pontos), o índice geral chegou aos 86,15 pontos, com uma variação positiva de 26% quando comparada ao resultado anterior de janeiro de 2015.

subíndice Preço, que mede a expectativa dos produtores com relação ao valor de venda da colheita, cresceu 29% e atingiu 98,99 pontos, chegando muito próximo ao resultado otimista. Isso é resultado das exportações e das vendas negociadas quando o dólar estava bastante valorizado.

O indicador de expectativa de investimentos em Insumos foi o que menos cresceu em relação a rodada anterior, fechando em 82,15 pontos. Apesar da constante preocupação com o alto custo de produção entre os entrevistados, é nítida a redução da expectativa de aumento do investimento com insumos se comparado com o período de 2013/2014.

O subíndice Condições Atuais foi o que mais contribuiu para elevar o índice Geral. O aumento foi de 48% com relação ao resultado passado, atingindo 96,62 pontos. Os resultados das colheitas realizadas nesses três primeiros meses e a mudança no câmbio contribuíram para deixar os agricultores esperançosos para que a safra permaneça com saldo positivo nos próximos períodos do ano.

ICP Rural de abril fecha com um resultado de retomada de expectativas positivas. Isso representa um grande avanço se comparado às três últimas rodadas da pesquisa que mostravam a baixa confiança do produtor.

Alguns fatores responsáveis pelo índice não ter ultrapassado os 100 pontos foram as geadas no Paraná, que causaram grandes perdas no estado, e o potencial impacto da variação cambial no custo dos insumos.

Sojicultores demonstram preocupação

Em termos de produtividade os resultados da safra de soja foram mais satisfatórios, porém o produtor ainda se demonstra preocupado com o futuro do negócio. O Índice de Confiança do Produtor de Soja (ICP Soja) recuperou-se alcançando 85,3 pontos, ou seja, 18% a mais com relação à rodada anterior. Porém, é o pior índice dos últimos três anos.

Dois dos quatro subíndices tiveram um crescimento bastante significativo: a expectativa de preço e as condições atuais. Os outros dois – equipamentos e insumos – apresentaram novamente uma pequena queda, demonstrando uma expectativa de redução do investimento para a próxima safra.

A avaliação representada pelo subíndice Preço foi a mais favorável. Com 82% de crescimento, alcançou 96,72 pontos sendo consequência das boas negociações no começo de março. Há mais de 10 anos a taxa cambial não chegava aos R$ 3,00/US$, fazendo com que muitos produtores fechassem contratos de venda nesse período.

O indicador Equipamentos foi um dos que apresentou queda. Regrediu 9% em relação a rodada anterior e atinge sua menor marca histórica. Fechou a rodada com 59,12 pontos. O segundo indicador a apresentar declínio foi o de Insumos. Saiu da casa dos 100 pontos e voltou a ficar abaixo do índice de confiança. Fechou com um resultado de 90,37, o que significa 13% de redução. O câmbio elevado encareceu o custo dos insumos, principalmente do potássio, muito utilizado na produção de soja.

O sub-índice Condições Atuais aumentou 44% e terminou com 95,18 pontos. É um resultado superior ao obtido no mesmo período no ano passado e demonstra uma avaliação de recuperação após um ano de muita incerteza.

Edição de Gisele Neuls

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia