Menú

PROBLEMA

Mercado abre com forte turbulência após denúncias contra Temer

Crise fez com que a Bolsa brasileira recorresse ao mecanismo de 'circuit breaker', que trava negociações em caso de instabilidade 

O mercado brasileiro abriu de forma turbulenta nesta quinta-feira, dia 18, após a repercussão das denúncias contra o presidente Michel Temer. Diversos setores foram atingidos pela situação.

A soja, no contrato de julho de 2017, abriu em US$ 9,54, queda superior a 20 centavos na Bolsa de Chicago. Para o contrato de setembro, o grão chegou US$ 9,53, com queda acima dos 17 centavos. Já o café arábica teve mais de 300 pontos de baixa para o contrato de julho de 2017.

O analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, acredita que o mercado está novamente “no fundo do poço”.

“Está refletindo todo o mercado financeiro. Todo o mercado sentiu o impacto do que aconteceu no Brasil. Já vinha pressionado pela situação do Trump, mas hoje, basicamente, é para fugir do problema. É o fundo o poço. Segue assim porque neste patamar tem muito comprador. Teremos dias turbulentos. O impacto maior é hoje. Se o dólar for a R$ 4 no Brasil, desce ainda mais”, apontou.

A situação fez com que a Bolsa brasileira, por volta das 10h20 (de Brasília), recorresse ao mecanismo de 'circuit breaker', que trava negociações em caso de instabilidade. 

Dólar

O dólar disparou logo pela manhã e teve uma variação de 5,73%, chegando a R$ 3,31. Os ativos brasileiros ou ligados ao país são negociados com forte baixa em Wall Street, em reação ao aumento da aversão ao risco do investidor estrangeiro por conta da nova crise política que paira.

Entre os fundos de índices (ETFs, na sigla em inglês), o iShares MSCI Brazil Capped, ou EWZ, como é mais conhecida a maior carteira ligada ao Brasil, despencava 13,13% no pré-mercado eletrônico da Bolsa de Nova York, às 6h36 (horário de Brasília). Essa carteira conta com ativos de cerca de US$ 4 bilhões. O ETF é um fundo de investimento que simula o mercado de ações e tem como característica a negociação em bolsa. Ele costuma ser um termômetro para a tendência do mercado acionário no Brasil.

Banco Central

O Banco Central (BC) afirmou, por meio de nota, que está monitorando o impacto das informações. A instituição afirmou ainda que atuará para manter a plena funcionalidade dos mercados. Ainda na nota, o BC afirmou que esse monitoramento e atuação têm foco no bom funcionamento dos mercados. De acordo com a instituição, "não há relação direta e mecânica com a política monetária, que continuará focada nos seus objetivos tradicionais”.

Tesouro

O Tesouro Nacional também se manifestou por meio de nota, dizendo que a instituição "permanece monitorando os impactos decorrentes dos fatos políticos mais recentes". Sem mencionar as novas denúncias políticas, o breve comunicado informa que o Tesouro "adotará as medidas necessárias para assegurar a plena funcionalidade e a adequada liquidez dos mercados".

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia