Menú

PROTESTO

Em protesto contra reintegração de posse, MST fecha rodovia no Paraná

ação de despejo foi realizada na sexta, dia 1º, em Pinhão (PR). A área estava invadida há quase três décadas

Nesta quarta, dia 6, membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fecharam a PR-170, entre Guarapuava e Pinhão (PR), com o uso de pneus. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE),  cerca de 200 pessoas participaram do ato, mas o movimento estimou a mobilização em cerca de 800 envolvidos, incluindo sem-terra, posseiros e assentados. A ação é um protesto contra a reintegração de posse realizada no município de Pinhão, na sexta passada, dia 1º.

O MST havia anunciado a invasão na terça, dia 5. Segundo assessoria, os manifestantes pretendem acampar no local e manter a interrupção no fluxo de carros até que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) se pronuncie sobre o caso e garanta que não haverá novas desocupações forçadas na região. A passagem está liberada apenas para ambulâncias e viaturas policiais.

Entenda o caso

A área pertencente à empresa Zattar foi ocupada há quase 30 anos e abrigava cerca de 20 famílias. O local possuía um espaço comunitário com posto de saúde e igreja.

Após a reintegração, o prefeito de Pinhão, Odir Gotardo, publicou uma nota oficial onde lamenta o caminho escolhido como solução do conflito. “Todos sabemos que a reintegração não resolve o problema e ainda cria outras tantas consequências econômicas e sociais negativas para um município cheio de desempregados e pessoas de baixa renda”.

No comunicado, Gotardo diz que será organizada uma estrutura de abrigo, comida e apoio aos despejados.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia