Menú

NEGOCIAÇÃO

RS: setor quer que governo compre 20 mil toneladas de leite em pó

Após reunião no Rio Grande do Sul, ficou definido que a quantidade será oferecida por R$ 300 milhões ao governo federal

Representantes do governo do Rio Grande do Sul, do setor produtivo e entidades do agronegócio alinharam, na manhã da última sexta-feira, dia 14, um pleito conjunto a ser apresentado ao secretário nacional da Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Caio Rocha.

O pedido será para que o governo federal promova compras governamentais para retirar do mercado 20 mil toneladas de leite em pó, o que representa um valor em torno de R$ 300 milhões aos cofres públicos. Segundo o secretário executivo do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat), Darlan Palharini, as entidades “bateram o martelo” sobre o valor a ser pleiteado e ainda defenderam a urgência do Brasil adotar uma política de estoques reguladores para o mercado lácteo.

O encontro com o representante do governo federal deve ocorrer em Porto Alegre no dia 28 de julho, às 10h, na sede da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag). O assunto já foi tratado, esta semana, em reunião entre o Sindilat, Fetag e o Ministério da Agricultura.

Acompanhado pelo vice-presidente do Sindilat, Guilherme Portella, Palharini ainda apresentou ao grupo projeto de acordo comercial com o México. Segundo ele, além das compras governamentais, é essencial abrir novos mercados para absorver a produção brasileira no médio prazo. “O México compra muito leite em pó e queijo dos Estados Unidos. Um acordo com o Brasil ajudaria muito o segmento produtivo”.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia