Menú

MERCADO

Oferta restrita sustenta preços do suíno vivo

A expectativa do mercado para as próximas semanas é de aumento no ritmo de negócios

As aquisições de suíno vivo para abate se mantêm estáveis nesta semana, cenário que vem sendo verificado desde outubro. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), parte dos frigoríficos reduziu o ritmo de compra de lotes para formação de estoque de fim de ano.

Do lado da oferta, o volume disponível também está mais apertado, o que sustenta os preços do vivo em muitas regiões e impede quedas mais intensas em outras.

A expectativa do mercado para as próximas semanas é de aumento no ritmo de negócios, devido à possível intensificação de compras de animais por alguns frigoríficos e da maior demanda por parte do consumidor final.

Nas regiões de Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba, no interior de São Paulo, o preço médio do suíno vivo na parcial deste mês (até 29 de novembro) é R$ 4,11 o quilo, 0,3% superior ao de outubro.

No mesmo comparativo, em Sorriso (MT), o aumento foi de 3,7%, com a média do animal a R$ 3,36 por quilo em novembro.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia