Menú

FORMAÇÃO

Embrapa oferece curso sobre cultivo de cogumelos

Alunos vão aprender a plantar variedades como shimeji e shiitake. As aulas acontecem de 26 a 30 de setembro, e as inscrições estão abertas até o dia 30 de agosto

curso de cultivo de cogumelos comestíveis e medicinais da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) chega neste ano à sua 50ª edição. O saldo é de mais de 2.000 produtores de várias regiões brasileiras e até de outros países capacitados na técnica chinesa de cultivo denominada JunCao, adaptada pela Embrapa para o Brasil.

Essa técnica oferece aos produtores de cogumelo um diferencial para enfrentar o mercado: além de baratear os custos de produção por utilizar gramíneas ao invés de troncos de madeira ou serragem, como nos meios de cultivo tradicionais, é ambientalmente correta.

As inscrições para a 50ª edição, que acontece entre os dias 26 e 30 de setembro na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília (DF), estão abertas até o dia 30 de agosto. O curso sai por R$ 1.200.

A produção de cogumelos está em fase de expansão no Brasil. O consumo per capita atualmente é de 288 gramas por ano, com perspectivas de aumento, já que existe um vácuo entre oferta e consumo – 57.600 toneladas (consumo) para cerca de 17 mil toneladas (produção/ano) - que é coberto pelos produtos importados.

A capacitação oferecida pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia representa um diferencial para os produtores que querem entrar de forma competitiva no mercado de cogumelos no país. Podem participar produtores rurais, extensionistas, estudantes de graduação e pós-graduação, entre outros interessados em empreender ou diversificar a renda.

O curso será ministrado a partir de aulas práticas e teóricas. Além do cultivo, os participantes terão acesso a conteúdos relacionados a esses fungos, como: morfologia, fisiologia, reprodução, classificação, caracterização química e biocontrole, entre outros. Serão proferidas ainda palestras sobre a utilização de cogumelos medicinais na saúde humana.    

Por que cultivar cogumelo?

Trata-se de um alimento funcional de alto valor nutricional, rico em proteínas, vitaminas, fibras, carboidratos, minerais e com baixo teor de gordura.

Desde que trouxe a técnica chinesa para o Brasil, a pesquisadora da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Arailde Urben tem se esforçado para divulgá-la junto aos produtores brasileiros, especialmente a partir de cursos.

A ideia é tornar o cultivo de cogumelos mais popular no país, já que a produção – apesar de crescente -  ainda é pouco expressiva quando comparada a outros países, como a França e Alemanha, por exemplo, onde o consumo de cogumelos per capita é de 2 a 4 quilos por ano.  

A unidade da Embrapa mantém um banco genético de cogumelos para uso humano com cerca de 400 espécies de interesse alimentar e medicinal. Mas, para a pesquisadora, ainda há muito a ser feito para a divulgação dos cogumelos no Brasil. 

“Os cogumelos são importantes para a nutrição humana, porém ainda pouco conhecidos pela população brasileira. O curso ensina as técnicas de cultivo de cogumelos comestíveis, ao mesmo tempo que incentiva o consumo desses alimentos”, afirma.

Conteúdo programático

Aulas teóricas: noções gerais de cogumelos; cultivo de cogumelos pela técnica Juncao; cultivo de Ganoderma lucidum (cogumelo rei) pela técnica Juncao; cultivo de Agaricus blazei (cogumelo piedade); Cultivo de Pleurotus spp. (shimeji); cultivo de Lentinula  edodes (shiitake); preparo  de  ''sementes"  e  inoculação  de  fungos; matéria-prima  utilizada  como  substrato; doenças  e  pragas e seu controle; formulação e preparo de meios para “sementes”; empreendedorismo na área de cultivo de cogumelos: aplicabilidade para   agricultura familiar; aspectos econômicos da fungicultura: processamento e mercado; cogumelos: uma importante fonte de metabólitos para  saúde  humana; e controle biológico de pragas em cultivo de cogumelo

Aulas práticas: formulação, preparo de meios de cultura e isolamento de fungos; inoculação do fungo em grãos de cereais para produção de “sementes”; formulação em preparo de substratos com gramínea; inoculação de “sementes” em substrato de cultivo para produção de cogumelos

Palestras abertas ao público 

O último dia de realização do curso (sábado, dia 30 de setembro) será dedicado à realização de palestras abertas ao público (das 8 às 17 horas). A primeira, de 8 às 9 h30, será apresentada pelo biólogo Edison de Souza sobre a visão geral da Câmara Setorial do Estado de São Paulo acerca da fungicultura.

A segunda, das 10 às 12 horas, intitulada “Mercado potencial de cogumelos no Brasil”, será proferida pelo representante do gestor da Regional do Sebrae no entorno do DF, Massashi Hiroshima.

À tarde, das 14 às 15 horas, a chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Isabela Barbirato, fala sobre “Instrumentos contratuais utilizados em parcerias com a Embrapa”.

Essas palestras acontecem no auditório Assis Roberto De Bem da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Parque Estação Biológica - PqEB, final da Av. W5 Norte, atrás da 2ª DP, Asa Norte, Brasília, DF) e a entrada é franca.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia