Menú

PROVAS

Nutrição é fundamental para o bom desempenho de cavalos atletas


Dieta deve garantir energia necessária para as provas, como as do Campeonato Nacional da ABQM, que acontece em Avaré 

Musculosos, velozes e versáteis. Essas são algumas das características que fazem do quarto de milha um verdadeiro cavalo atleta, apto para praticar os mais diversos esportes. Como para todo bom atleta, a alimentação é fundamental. Sem uma nutrição adequada os resultados na pista podem não ser satisfatórios. Só aqui no Campeonato Nacional da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM) são 2100 cavalos inscritos. Cada um deles come de 10 a 12 quilos de matéria seca por dia.

O medico veterinário da ABQM Carlos Schutzer explica que as competições de cavalos da raça exigem muito do animal, por isso, ele precisa estar bem nutrido para apresentar um melhor rendimento em pista. “O animal consegue participar do evento e de uma prova, mas se ele não tiver bem nutrido, ele vai ter um desempenho inferior com certeza, principalmente, em provas de velocidade que exigem mais ainda do animal como tambor, baliza e as outras modalidades também”.

De olho neste mercado, empresas voltadas à nutrição apresentam as novidades voltadas à alimentação destes atletas. O gerente técnico de equinos da Supra, Fábio Roberto Oliveira conta quais são as novidades da empresa para a alimentação de cavalos. Cada produto apresentado auxilia em uma fase da vida de um quarto de milha campeão, do início do treinamento até a manutenção posterior. 

Quem sabe da importância desta alimentação para o desempenho do anima. Ricardo Carvalho é um exemplo de treinador que não deixa de lado a nutrição animal. Nesta edição do campeonato trouxe 20 cavalos. Até agora seis já foram campeões, entre eles, a égua Smoking Blond e o cavalo Dual Dock, vencedores na categoria amador light da prova de ranch sorting.

“Eu trabalho em cima dessa nutrição antes de vir para a prova, para as preparações, porque são animais que a gente precisa ter garantido durante a competição. São exigidos ao máximo deles, então eles tem que comer uma ração, uma dieta balanceada. São fornecidos pra eles quatro quilos de ração ao dia divididas em duas refeições”, explica Carvalho. 

Fábio oliveira garante que os resultados da nutrição adequada aparecem, mas é preciso preparar o animal com pelo menos três meses de antecedência de qualquer competição. Não é apenas para a competição, a nutrição também é essencial para o bem-estar o animal, como ressalta o veterinário Carlos Schutzer. 

“O animal tem que estar bem nutrido, é básico, então aqui como a gente trabalha na recepção dos animais, olhando toda a parte sanitária, fiscalizando tudo, uma das preocupações nossas também é que o animal chegue bem nutrido”, afirma Schutzer. 

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia