CONHEÇA A RAÇA

Mesmo pouco difundida, Brasil tem maior rebanho comercial do mundo do gado da raça puganôr

Animal adulto não passa de um metro de altura

Entre os exemplares de gado importados da Índia, a raça puganôr é uma das menos conhecidas no Brasil. No país desde 1962, o animal não ganhou espaço na pecuária do país. Um dos prováveis motivos é o seu tamanho, que é caráter dominante. O gado adulto não passa de um metro de altura. Mesmo com a produção restrita, o Brasil tem o maior rebanho comercial do mundo da raça.

O puganôr tem a pelagem, formato da orelha, localização dos chifres e rusticidade muito parecidos com a raça nelore, com a diferença do porte.

A fazenda Haras Barreiro, em Ituiutaba, Minas Gerais, tem cerca de 100 cabeças destes animais, de todas as idades. Apesar de zebuínos, a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) não registra o puganôr.

Pelo porte diminuto, os animais adultos são muito procurados para hotéis fazenda e propriedades que praticam o turismo rural.

Assista a matéria sobre a raça exibida no Jornal da Pecuária:


Conheça a raça: confira todas as matérias da série

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia