COMÉRCIO EXTERIOR

Receita com exportação de frangos para África do Sul pode ter redução de US$ 50 milhões, estima Ubabef

África do Sul aumentou taxas para produtos de carne de frango; Brasil pode perder mercado para Europa, que possui acordos comerciais com o país africano

A União Brasileira de Avicultura (Ubabef) informou nesta terça, dia 1º, por meio de nota, que a África do Sul publicou na segunda, dia 30, no Diário Oficial do país, uma nova tabela de importação com aumento de taxas para cinco linhas de produtos de carne de frango (carcaças, frango inteiro, cortes com osso, cortes desossados e miúdos). A entidade realizou um cálculo e, com base nos volumes exportados nos últimos dois anos, o Brasil pagará cerca de US$ 15 milhões a mais de tarifa por ano à Áfric

- Além disso, podemos perder algo próximo de US$ 50 milhões anuais de participação de mercado para os europeus, pois a União Europeia e a África do Sul têm acordo comercial bilateral, que permite que a carne de frango da Europa entre na África do Sul com zero de tarifa de importação - explicou no comunicado o diretor de Mercados da Ubabef, Ricardo Santin. O Brasil é o maior fornecedor externo de carne de frango para a África do Sul. Em 2012, o Brasil exportou 186 mil toneladas, gerando receita de US$ 156 milhões.

A carne de frango importada do Brasil foi alvo de investigação de dumping pelas autoridades sul-africanas entre 2011 e 2012 e, conforme a Ubabef, o desfecho foi a não aplicação de taxas de dumping à entrada de produtos brasileiros. Descontentes com esse resultado, algumas empresas de carne de frango da África do Sul solicitaram ao governo o aumento das tarifas, o que foi atendido pela publicação de ontem, lamentou a Ubabef.

Agência Estado

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia