Menú

TECNOLOGIA

Drones de até R$ 3 milhões prometem ajudar produtor rural

Feira com as principais novidades sobre o uso de drone no campo ocorre em São Paulo 

Criado para ser uma ferramenta de uso militar, os drones já estão invadindo mundo do Agronegócio no Brasil para auxiliar o trabalho dos produtores. Com o uso desta ferramenta, já é possível identificar doenças na lavoura e até fazer a aplicação de produtos em pontos específicos das propriedades. Todas essas tecnologias são destaques da Drone Show, feira que acontece em São Paulo entre os dias 10 e 12 de maio.

Um dos destaques do evento é o “Helicóptero Drone”, utilizado para fazer aplicações na lavoura com precisão. “Depois que se identifica onde tem o problema, você vai com o helicóptero e aplica pontualmente, reduzindo a quantidade de agrotóxicos”, disse o CEO da Xmobos, Giovani Amianti.

De acordo com Amianti, a própria hélice do helicóptero gera um escoamento de ar que leva o agrotóxico rapidamente para o solo. “Ele faz a aplicação mais rápida, diminuindo a dispersão de agroquímico”, concluiu.

O investimento para um Helicóptero Drone pode chegar a R$ 500 mil, mas, de acordo com o coordenador da feira, Emerson Granemann, o preço de uma aeronave pode variar de R$ 50 mil até R$ 3 milhões. “Tem um drone de R$ 3 milhões, que já é muito específico. Mas esta faixa de R$ 50 mil a R$ 100 mil é onde se encontra a maioria dos drones para a agricultura”, disse.

Entre as aeronaves apresentadas, estão os que são conhecidos como Vant, sigla para Veículo Aéreo Não Tripulado, que tem o formato de um avião. Já existe empresa especializada em aluguéis de Vants, como a Santos Lab, com preços a partir de R$ 3,5 mil por mês para mapeamento de pastagens.

O uso do drone é adequado para cada cultura, como ressaltou o diretor de planejamento da empresa Horus Aeronaves, Fabrício Hertz. "Na soja é possível verificar infestações de doenças, como nematóides. Em culturas, como arroz, dá para fazer medições de umidade do solo e verificar a qualidade da lâmina da água. Em outras culturas, como cana-de-açúcar, é possível fazer análises do grau de fertilizantes na plantação ou até planejar melhor as rotas do plantio e colheita”, disse.

Tecnologia e licenças

Além das tecnologias de voo, as aeronaves contam com poderosos softwares que fazem leituras das imagens captadas e abastecem o produtor com uma série de informações da lavoura. “Com esse processamento, é possível retornar ao campo com estas informações para que possa tomar as melhores decisões”, disse Abimael Cereda Júnior, gestor de educação da imagem.

Para manipular um drone é preciso um treinamento especial e autorização. Segundo Leonardo Minuccio, sócio da escola de pilotagem de drones Futuriste, existe diferenças em autorizações para cada tipo de drone. “Para drones de até 25 quilos, as pessoas precisam ter um registro simples da aeronave. Precisa ter um seguro para terceiros caso aconteça alguma coisa”, disse.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia