SUSTENTABILIDADE

Que tal transformar dejetos animais em energia e lucro?

Uma família em Santa Helena, Paraná, vai economizar R$ 744 mil/ano fazendo isso e o investimento estará pago em 36 meses  

suínos, suinocultura - Doença de Aujeszky, automação, economia, suíno
Foto: Sistema Faep

A família Sandmann, produtora de suínos e aves em Santa Helena, no Oeste do Paraná, enfrentava problemas comuns neste tipo de atividade, como mau cheiro e excesso de moscas. Ao mesmo tempo, também tinha dificuldade em encontrar matéria-prima para o aquecimento dos aviários, até então feito com lenha. Mas este ano resolveram estes problemas e em breve terão lucro e economia com a solução encontrada.

A solução foi instalar uma usina de biometano, que gera energia para o aquecimento do aviário e combustível para caminhões. Isso vai gerar uma economia de R$ 42 mil por mês em combustível e de R$ 240 mil por ano em matéria-prima, um valor aproximado de R$ 744 mil ao ano.

Cem por cento dos dejetos produzidos no local serão aproveitados na usina. Além disso, os proprietários pretendem, em breve, comercializar o excedente de biometano com um posto de abastecimento da cidade.

O investimento total na usina foi de R$ 1,6 milhão, com os juros subsidiados por um programa pelo qual o governo estadual incentiva a geração própria de energia nas propriedades rurais, chamado RenovaPR, coordenado por IDR, Iapar e Emater.

Luana Sandmann, umas das proprietárias da granja, conta que esse projeto é um sonho da família há mais de cinco anos. “Um dos nossos maiores desafios era acabar com o desconforto causado pelas pocilgas, já que a expansão do município está fazendo com que a área urbana chegue mais perto das granjas. Quando comecei a buscar informações, tive auxílio de pessoas e empresas que abraçaram nossa ideia e nos auxiliaram. Isso transformou uma ideia pequena neste projeto incrível de inovação e sustentabilidade”, afirma.

Segundo Herlon Goelzer de Almeida, coordenador do RenovaPR, a inauguração da usina é a realização de um sonho que tira a sustentabilidade do discurso e a coloca na prática. “Sustentabilidade é gerar emprego e renda com equilíbrio ambiental, produzindo riqueza ao mesmo tempo. Temos tudo isso neste projeto”, disse.

“A inauguração da usina é a realização de um sonho que tira a sustentabilidade do discurso e a coloca na prática. Sustentabilidade é gerar emprego e renda com equilíbrio ambiental, produzindo riqueza ao mesmo tempo. Temos tudo isso neste projeto”.

Herlon Goelzer de Almeida, coordenador do RenovaPR

A estimativa é que o capital investido retorne em 36 meses e, a partir disso, o sistema continue gerando economia.

O biometano é o resultado da filtragem do biogás com a obtenção de metano em alta concentração – mais de 93% – que pela legislação brasileira na ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) adquire a equivalência ao GNV (Gás Natural Veicular), que é fóssil. Porém o biometano, por ser de origem de decomposição de materiais orgânicos, é considerado uma energia renovável.

Foto: AEN

O programa Paraná Energia Rural Renovável já desenvolveu 8.171 projetos de energia sustentável em propriedades rurais desde seu lançamento, em agosto de 2021. O investimento é de R$ 1,38 bilhão. A maior parte dos projetos ainda são de energia solar, porém o programa está voltando seus esforços para ampliar a participação do biogás e biometano, principalmente entre produtores de proteína animal e nas agroindústrias. (Colaborou com textos e informações: AEN.)