O TEMPO E A SAFRA

Expectativa é de boa safra de algodão na Argentina

Solo em todas as áreas de produção do país conta com boa umidade; tendência para próximo trimestre é de temperatura um pouco acima da média

Pulma, em 2023, algodão no Matopiba foi destaque entre culturas
Imagem: Guilherme Soares/Canal Rural BA

Segundo o relatório semanal da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina, o plantio da cultura do algodão atingiu 94% do total projetado. A cultura deve ocupar cerca de 610 mil hectares no país vizinho, representando um aumento de 15,1% em relação à safra anterior (530 hectares).

Na safra 2022/23, a produção foi estimada em 900 mil toneladas, havendo a expectativa de a safra 2023/24 ser superior a isso, dado o aumento da área plantada e também pelas condições climáticas enfrentadas, que devem favorecer o cultivo.

No momento, as lavouras de algodão da Argentina se encontram em fase reprodutiva, com algumas áreas já em fase de frutificação. O solo em todas as áreas conta com boa umidade e a tendência para os próximo trimestre é de temperatura um pouco acima da média, com chuva dentro da média.

Ou seja, vai haver umidade e calor para o desenvolvimento da cultura, o que deve contribuir para uma boa produtividade.

O risco é apenas para um período chuvoso durante a colheita, que pode comprometer a qualidade da pluma, assim como dificultar o controle fitossanitário para evitar o ataque de pragas.

O mapa da esquerda mostra a anomalia de chuva para o próximo trimestre: a mancha branca representa chuva dentro da média climatológica; a mancha verde, chuva acima da média; e a mancha amarela, chuva abaixo da média.

O mapa da direita traz a anomalia de temperatura para o período: a mancha branca representa temperatura dentro da média climatológica; a mancha vermelha, temperatura acima da média; e a mancha azul temperatura abaixo da média. Fonte: Instituto de Clima e Água da Argentina.