Canal Rural

Canal Rural AO VIVO

Como Assistir na TV?

Assista ao Canal Rural pelos canais: 185 da NET, 159 da SKY, 112 da Claro TV, 108 da OiTV, pelas operadoras NEO TV, pela parabólica (banda C) ou em tempo real aqui pela internet

Fechar

REFORMA

Governo estuda taxar exportações agrícolas para elevar arrecadação para Previdência

Medida dobraria recursos captados para pagar as aposentadorias rurais, que hoje somam cerca de R$ 7 bilhões ao ano. Benefício pago a trabalhadores do campo consumiu R$ 102 bilhões em 2015

Na reforma que vem sendo realizada na Previdência, o governo federal estuda iniciar a cobrança de contribuição sobre o valor de produtos agrícolas exportados. A medida dobraria o valor arrecadado pela Previdência Rural, que hoje é de R$ 7 bilhões. As aposentadorias concedidas ao campo, por sua vez, somaram R$ 102 bilhões em 2015.

A preocupação dos agricultores é que uma reforma no setor mexa nos direitos da categoria. Atualmente, há dois tipos de contribuintes na área rural. Um deles é o assalariado, que segue os mesmos critérios de um trabalhador urbano, destinando 8% da remuneração para a Previdência. A outra categoria é o segurado especial, que contribui de acordo com a produção, com índices de 2,1%, no caso de pessoa física, e de 2,6% para agroindústria.

O secretário de Políticas Públicas da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), José Wilson de Souza Gonçalves, lembra que trabalhadores rurais não têm salário, vivendo da produção. “Às vezes, ela é temporária, sazonal, não se pode cobrar deles uma contribuição mensal”, afirmou.

A aposentadoria rural é apontada como a grande responsável pelo déficit do regime geral de Previdência, que inclui trabalhadores urbanos e do campo. Uma das formas de aumentar a arrecadação seria o pagamento da contribuição previdenciária sobre as exportações. Atualmente, porém, a lei não permite tributar produtos agrícolas exportados.

O assunto está sendo tratado no Fórum de Debates liderado pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social. O assessor especial da Pasta, Marcelo de Siqueira Freitas, afirma que a intenção é finalizar a proposta neste ano. “A (cobrança sobre) exportação é uma questão que está sendo estudada, mas eu não posso dizer que já há uma definição em relação a isso”, disse.

A assessora jurídica da comissão de Trabalho e Previdência da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Vânia Gomes Ataíde da Silva, declara que a entidade não concorda com essa cobrança ao produtor rural. “Mais uma tributação só vai onerar e dificultar a produção”.

Por outro lado, a CNA é favorável ao aumento da idade mínima para a aposentadoria, outra proposta em estudo. O critério no meio rural hoje é de 65 anos para os homens e 60 anos para as mulheres. No caso do segurado especial, a idade cai para 60 e 55 anos, respectivamente. 

Essa alteração é fundamental, na opinião do consultor de Previdência e Trabalho da Câmara dos Deputados, Leonardo Rolim, já que a média de idade da população está crescendo. A estimativa é de que, em 2060, para cada duas pessoas em idade ativa, haverá uma aposentada. Atualmente, a proporção de nove pessoas para uma aposentada. 

Rolim defende ainda mais eficiência na arrecadação e na concessão do benefício. Segundo ele, seria preciso mudar a legislação para acabar com a possibilidade de reconhecimento da condição de segurado especial pela simples declaração de um sindicato rural.

“Se a pessoa não tem propriedade da terra, não tem contrato de arrendamento, de meeiro, eu acho muito pouco provável que de fato seja um agricultor familiar”, disse o consultor.

O Ministro do Trabalho, Miguel Rosseto, afirmou que, nos últimos anos, 30 milhões de brasileiros passaram a ter cobertura previdenciária. “O desafio é preservar esse sistema de proteção social, e, ao mesmo tempo, manter uma sustentabilidade financeira para o sistema”, completou.

Nome:

Email:

Deixe um comentário:

Escreva os números da imagem:

últimas notícias

Previsão para hoje -


▲ Máx
▼ Min




Confira a previsão dos próximos dias

Fonte: Somar Meteorologia